Novo presidente do Senado já defendeu que Lula desacatasse Moro

Novo presidente do Senado já defendeu que Lula desacatasse Moro

.

Luiza Pollo

06 Dezembro 2016 | 05h00

TEIXEIRA-JORGE-VIANA-2-VALE-ESTE-604x1024-OK

Presidente do Senado até segunda ordem, Jorge Viana (PT-AC) é politicamente afinado com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), afastado ontem do cargo. Embora em lados opostos, Viana era um habitué do gabinete de Renan. Um dos pontos em comum é a disposição de enfrentar o Poder Judiciário. Em março, Viana teve uma conversa com Roberto Teixeira, advogado de Lula, flagrada pela Lava Jato. O senador defendeu que o ex-presidente deveria “desacatar” o juiz Sérgio Moro para gerar comoção e se transformar em um “preso político”.

Na conversa, Viana sugere a Lula convocar a imprensa para mandar um recado a Sérgio Moro dizendo que ele “tá agindo fora da lei, os promotores estão agindo fora da lei e quem age assim é bandido”.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Jorge Viana