‘Não vou ficar tomando porrada’, diz Yunes sobre saída do governo

‘Não vou ficar tomando porrada’, diz Yunes sobre saída do governo

.

Luiza Pollo

15 Dezembro 2016 | 05h15

Foto: Felipe Rau/Estadão

Foto: Felipe Rau/Estadão

“Não vou ficar tomando porrada”, disse José Yunes ao justificar para interlocutores seu pedido de demissão, após ser acusado na delação de Claudio Melo de ter recebido propina da Odebrecht.

A saída de Yunes do governo foi combinada com Michel Temer. O presidente não foi surpreendido pela carta do amigo de mais de 30 anos. Yunes morou com Temer no Palácio do Jaburu, por dois meses, antes de Marcela se mudar para Brasília.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

José Yunes