“Na verdade, Funai é do PSC, do deputado André Moura”, diz ministro da Justiça

Igor Gadelha

20 Abril 2017 | 20h13

O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, admitiu na tarde desta quinta-feira ao Broadcast Político que a presidência da Funai é indicação do líder do governo no Congresso Nacional, deputado André Moura (PSC-SE).

Apesar de a fundação ser subordinada à Pasta, o ministro disse não estar sabendo da exoneração do atual presidente do órgão, Antônio Fernandes Toninho Costa. Segundo ele, eventual demissão “depende” de Moura e, se acontecer, fará parte do “ajuste da base”.

“Não estou sabendo de demissão. Vi pela imprensa que ele seria demitido. Na verdade, a Funai é do PSC, do André Moura”, afirmou Serraglio ao Broadcast Político por telefone, ao ser questionado  sobre a demissão do atual presidente da fundação.

Como mostrou a Coluna do Estadão mais cedo, o atual presidente da Funai deve ser exonerado em breve e substituído por outro nome do PSC. “Se ele (Moura) mandar exonerar… Depende dele lá. Se for exonerado, é do ajuste da base”, disse o ministro ao Broadcast Político.

Serraglio declarou ainda não saber quem deve ser nomeado para o comando da Funai no lugar de Antônio Costa. “Não sei quem vem aí, nem se vem”, afirmou o ministro da Justiça.

0 Comentários