Senado só votará medidas impopulares depois da eleição

-

Coluna do Estadão

03 Agosto 2016 | 05h40

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

A reforma da Previdência e um eventual aumento de impostos para aliviar o caixa do governo só terão espaço para debate no Congresso depois das eleições. O recado foi dado por Renan Calheiros ao interino Michel Temer. O argumento é que, se seguir todo o receituário da equipe econômica , a eleição pode se transformar num referendo contra o governo. Quanto mais medidas impopulares, mais chances terão os oposicionistas de vencer a disputa. Temer ouviu que não é com um mês a mais ou um mês a menos que o Brasil vai acabar.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao


Mais conteúdo sobre:

reformas