Marun chama Randolfe de “sujeito” e rebate críticas

Marun chama Randolfe de “sujeito” e rebate críticas

Coluna do Estadão

26 Março 2018 | 22h21

Foto: André Dusek/Estadão

O ministro Carlos Marun, da articulação política, rebateu nesta segunda-feira críticas do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que ingressou contra ele na Procuradoria-Geral da República e no Supremo Tribunal Federal (STF) por abuso de autoridade e crime de responsabilidade.

“Antes de chamar alguém de criminoso, este sujeito deveria explicar o conhecido escândalo do “Mensalinho do Amapá”, onde o fato de não ter sido preso talvez seja a razão de ele se julgar tão devedor do MP e à Justiça”, afirmou o ministro.

O senador acionou a Justiça porque Marun promete ingressar com pedido de impeachment contra o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo, por mandar quebrar o sigilo do presidente Temer e cancelar parte do indulto de Natal.

“Imagina se isso se torna regra no Brasil: qualquer investigado, qualquer um que tiver seu sigilo bancário ou telemático quebrado por um juiz, logo em seguida utiliza do seu poder, nesse caso o poder do Executivo, contra aquele que está investigando”, afirmou Randolfe.