Maioria aprova Lula condenado, diz pesquisa

Maioria aprova Lula condenado, diz pesquisa

Coluna do Estadão

16 Julho 2017 | 05h30

Levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que 65,5% dos entrevistados consideram justa a sentença de nove anos e meio de prisão dada pelo juiz Sérgio Moro para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Outros 32,4% não concordaram com a decisão, e 2,1% não souberam dizer ou preferiram não opinar. A pesquisa ouviu 2.330 pessoas, de forma online, entre os dias 12 e 13 de julho. A maior concordância  foi na faixa de 16 a 24 anos (74,7%). A região que menos apoiou a sentença aplicada por Moro foi o Nordeste, com 44,6%.

Briga. O PSB vai contestar no Supremo as regras da repatriação de recursos enviados irregularmente para o exterior. A reclamação é que não é possível saber quase nada sobre o dinheiro que volta ao País.

Encrenca. O partido pede ao STF suspensão da repatriação, projeto aprovado na sua última versão em março, considerado estratégico pelo ministro Henrique Meirelles. O relator será Luis Roberto Barroso.

SINAIS PARTICULARES.

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda/Por Kleber Sales

 

Jogada de mestre. Ao indicar o deputado Abi-Ackel para relatar o voto a favor de Temer na CCJ, o presidente da comissão, Rodrigo Pacheco (PMDB), agiu para se contrapor ao tucano. Os dois disputam o governo de Minas em 2018.

Escolhe. Enquanto Pacheco vai se colocar como o candidato que foi rígido com Temer, Abi-Ackel será o que atuou para salvá-lo.

Críticas. Integrante do Conselho Superior do Ministério Público Federal, responsável por aprovar o orçamento, Raquel Dodge fez 40 indagações sobre a proposta apresentada por Janot para vigorar em 2018.

Cartada final. O Conselho Superior se reúne na terça, 25, para deliberar se aprova ou rejeita o orçamento de Janot para 2018.

Troco rápido. O governo fez chegar a Renata Abreu, presidente do Podemos, que vai exonerar Thiago Milhim, indicado dela para a Diretoria de Administração da Funasa. Renata votou contra Temer na CCJ.

Espeto. O ministro Blairo Maggi viaja hoje para os EUA para tentar reverter a suspensão da importação da carne bovina fresca.

Minoritário. No seu último balanço, a Oi Internet informa o tamanho de sua participação na Gamecorp, empresa de Fábio Luís Lula da Silva – 29,9%.

No vermelho. Quando a Gamecorp recebeu em 2005 o 1.º aporte da Oi, Lula disse que seu filho era o “Ronaldinho dos negócios”. De lá para cá, a empresa só registrou prejuízo, acumulado em R$ 7,095 milhões.

Ralo. No balanço, a Oi informa que tem R$ 5,3 milhões a receber da Gamecorp de contrato de mútuo. A Oi não comenta o tema.

CLICK. Em Lisboa, o ministro Gilberto Kassab se diverte interagindo com um robô português do Instituto de Sistemas de Robótica do Instituto Superior Técnico.

No sapatinho. Nas quatro páginas em que faz um resumo dos ‘principais pontos’ do seu parecer para a comissão da reforma política, Vicente Cândido (PT-SP) não elenca o que proíbe prisão de candidatos até 8 meses antes do pleito.

Lupa. A medida, revelada pela Coluna, está na página 31 da sua complementação de voto, que tem 42.

Escondidinho. Outra mudança proposta é manter sob sigilo os nomes de pessoas físicas que doarem até três salários mínimos, impossibilitando a fiscalização da origem do dinheiro.

A SEMANA

Segunda-feira, 17

Deputada lê em plenário parecer da denúncia contra Temer 

Mariana Carvalho faz, às 14h, a leitura do parecer que recomenda a rejeição da investigação contra o presidente Temer.

Quinta-feira, 20

Temer viaja para Argentina, onde participa do Mercosul

Em meio à crise política, o presidente Michel Temer representa o Brasil em dois dias de cerimônias do Mercosul.