Joesley Batista chama Temer de “ladrão geral da República”

Luiza Pollo

02 Setembro 2017 | 10h54

Foto: MPF

 

O delator Joesley Batista divulgou nota neste sábado em resposta ao presidente Michel Temer, que ontem o acusou de “grampeador-geral da República”. O dono da JBS diz que Temer é “ladrão geral da Republica”, aumentando o tom dos ataques entre os dois.

“A colaboração premiada é por lei um direito que o senhor presidente da República tem por dever respeitar. Atacar os colaboradores mostra no mínimo a incapacidade do senhor Michel Temer de oferecer defesa dos crimes que comete. Michel, que se torna ladrão geral da República, envergonha todos nós brasileiros.”

Joesley acusou Temer, em delação premiada, de receber propina da sua empresa por meio do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures. O empresário gravou o presidente indicando Loures como seu interlocutor para resolver problemas no Cade. Dias depois, Loures foi filmado recebendo mala com R$ 500 mil de propina.