Janot já admite disputar novo mandato na PGR

Coluna do Estadão

16 Dezembro 2016 | 06h10

Foto: Marcos Correa/PR

Foto: Marcos Correa/PR

 

Rodrigo Janot, que negava categoricamente sua intenção de disputar a reeleição para procurador-geral da República, já não descarta a ideia, segundo admitem interlocutores. A gestão dele termina em setembro, mas a disputa na PGR está em curso. Colegas próximos a Janot dizem que nenhuma regra o impede de buscar seu terceiro mandato de dois anos. Ontem, ele se reuniu com o presidente Michel Temer, que irá indicar o próximo PGR. Tradicionalmente, o presidente escolhe o primeiro colocado de uma lista tríplice apresentada pelos procuradores. Na conversa com Temer esse assunto passou longe. O tema foi os vazamentos das delações premiadas da Odebrecht na Operação Lava Jato, muitos que atingem o próprio Temer.

O presidente diz que os vazamentos prejudicam o seu governo e a retomada da economia.