Na versão de Geddel, impasse sobre vaquejada motivou saída de Calero
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na versão de Geddel, impasse sobre vaquejada motivou saída de Calero

Coluna do Estadão

18 Novembro 2016 | 20h55

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Uma das razões que motivaram a saída do ministro da Cultura, Marcelo Calero, foi o impasse em torno do projeto, aprovado no Senado na semana passada, que dá à vaquejada status de manifestações da cultura nacional e os eleva à condição de patrimônio cultural imaterial do Brasil.  O ministro chegou a pedir ao presidente Michel Temer que vetasse a lei. Encontrou obstáculos de ministros próximos ao presidente, que defendem ainda que Temer faça um evento grandioso para sancioná-la já que o tema teve muita repercussão com a manifestação de vaqueiros em Brasília. Essa versão para a saída de Calero foi dada pelo ministro Geddel Vieira Lima, da articulação política. (Naira Trindade)

0 Comentários