Execução orçamentária dos investimentos em Transporte recua ao nível de 2007

Execução orçamentária dos investimentos em Transporte recua ao nível de 2007

.

Coluna do Estadão

28 Janeiro 2017 | 05h00

Foto: Ed Ferreira/Estadão

Foto: Ed Ferreira/Estadão

A crise na economia atingiu em cheio o setor de transportes. Levantamento feito pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) mostra que o setor regrediu ao patamar de 2007, em termos de execução orçamentária para os investimentos nessa área. Os dados apontam que a execução em 2016 foi de R$ 11,5 bilhões, em valores reais, corrigidos pelo IPCA. Em 2007, o investimento foi rigorosamente o mesmo. Para se ter uma ideia do tamanho do tombo, em 2010 o setor chegou a ter um volume de investimentos de quase R$ 22 bilhões.

Clésio Andrade, presidente da CNT, lamenta a situação. “As péssimas condições de infraestrutura de transporte do Brasil, principalmente a rodoviária, são consequência dos poucos investimentos ao longo dos anos”, diz.

Para ele, “o Brasil precisa realizar fortes investimentos em infraestrutura para alavancar a economia”. “Mas é preciso oferecer segurança jurídica aos investidores”, afirma.


Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

CNT