Evangélicos fazem apelo a Temer sobre pauta LGBT

.

Daniel Carvalho

29 Abril 2016 | 11h01

Integrantes da bancada evangélica admitem que, em um eventual governo seu, Temer terá que ter interlocução com o movimento LGBT. Disseram ao peemedebista, no entanto, que esperam ao menos que ele “não sobreponha ideologicamente a vontade de uma minoria”.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

InterlocuçãoInterlocução