Equipe de Lula não descarta uso de colete à prova de balas

Coluna do Estadão

29 Março 2018 | 07h30

Foto: Nilton Fukuda/Estadão

A equipe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não descarta que ele comece a usar coletes à prova de balas em eventos públicos para garantir sua segurança. Ex-ministro da de Dilma Rousseff, Gilberto Carvalho alega que todos estão muito apreensivos. “Isso vai ter de ser pensado com calma porque a segurança dele nos preocupa muito”, diz Carvalho.

Ex-chefe da gabinete de Lula, Carvalho esteve com Temer ontem no Palácio do Planalto. Ele justifica os ataques pela incitação à violência partidária. “Esse gatilho dessas balas foi apertado por muita gente que estimulou a violência, muita gente que criminalizou e ridicularizou o Lula. E nos criminaliza nos taxando de petralhas. Esse gatilho não foi apertado apenas por aqueles três lá”, diz.

Gilberto Carvalho nega que o PT ou até mesma a presidente da legenda, Gleisi Hoffmann sejam responsáveis por qualquer incitação. Em janeiro, a senadora disse que, “para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente”. “Ela não falou que íamos reagir a violência”, defendeu Carvalho.

LEIA MAIS: Candidaturas de centro esvaziam palanque de Alckmin