Empresários estranham ausência de Cuba em relatório da Justiça americana

Empresários estranham ausência de Cuba em relatório da Justiça americana

.

Luiza Pollo

25 Dezembro 2016 | 05h15

Porto de Mariel, em Cuba. Foto: Rodrigo Cavalheiro/Estadão

Porto de Mariel, em Cuba. Foto: Rodrigo Cavalheiro/Estadão

Empresários estranharam o fato de Cuba não constar no documento do Departamento de Justiça Americano que aponta corrupção da Odebrecht em 12 países. A empreiteira construiu na ilha o Porto de Mariel.

O porto custou US$ 957 milhões, dos quais US$ 682 milhões foram financiados pelo BNDES com dinheiro público. O ex-presidente Lula incentivou o projeto.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

OdebrechtCuba