Em vídeo, Barroso diz que livro de Gilmar é “símbolo de sua geração”; VEJA

Em vídeo, Barroso diz que livro de Gilmar é “símbolo de sua geração”; VEJA

Coluna do Estadão

29 Março 2018 | 05h35

Foto: André Dusek/Estadão

 

Em entrevista antiga à TV Justiça, o ministro do Supremo Luís Roberto Barroso já se referiu a livro do colega Gilmar Mendes como “grandes símbolos para minha geração”. “Foi a geração que efetivamente conseguiu implementar o direito constitucional normativo, um direito constitucional dotado de efetividade”.

LEIA MAIS: Candidaturas de centro esvaziam palanque de Alckmin

Na entrevista, ele tira da estante e folheia a primeira edição do livro Controle de Constitucionalidade, de autoria de Gilmar, e afirma: “Foi um livro que ajudou a repensar e a recolocar muitas das questões relacionadas ao controle da constitucionalidade do Brasil, que é uma matéria que tivemos um grande avanço e tem nos servido bem, pelo menos, até aqui”.

Procurado, o ministro disse que “continha achando a mesma coisa”.

Barroso e Mendes têm protagonizado embates duros no Supremo. No último deles, Barroso disse que Gilmar é uma “pessoa horrível com pitadas de psicopatia”.