Delatores da Odebrecht que estão presos exigem logística diferente para assinar acordo

Delatores da Odebrecht que estão presos exigem logística diferente para assinar acordo

.

Luiza Pollo

02 Dezembro 2016 | 06h15

Foto: JF Diório/Estadão

Foto: JF Diório/Estadão

As delações de 77 executivos da Odebrecht começam a ser assinadas hoje na procuradoria-geral da República, mas a expectativa é que essa etapa dure mais de um dia.

Isso porque os três delatores da empreiteira que estão presos, incluindo Marcelo Odebrecht, exigem logística diferente.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Odebrecht