CNJ adia julgamento de pedido para punir Moro

CNJ adia julgamento de pedido para punir Moro

Coluna do Estadão

17 Abril 2018 | 07h00

Foto: Alex Silva/Estadão

Está na pauta do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) hoje pedido de PT, PSB e PCdoB para que o juiz Sérgio Moro seja punido por ter autorizado a divulgação de interceptação telefônica de conversa entre Lula e Dilma. Se for punido, Moro pode sofrer desde advertência, censura, remoção compulsória, aposentadoria compulsória até exoneração do cargo.

O deputado Wadih Damous (PT-RJ), um dos autores da ação, diz não acreditar que o caso será julgado hoje. “Entra e sai da pauta direto. Quando completar dois anos eu vou mandar um bolo para a Cármen Lúcia”, ironiza, citando a presidente do Supremo e do CNJ.

A reunião foi adiada para o dia 24 de abril.

PARA LEMBRAR: Moro rebate Lula sobre grampos e diz que não usurpou competência do Supremo

LEIA MAIS: Lava Jato pegou conversas de Lula e Dilma no telefone; ouça

 

Mais conteúdo sobre:

PTPCdoBPSBSergio MoroCNJ