Bendine tentou convencer BB a custear sua defesa na Lava Jato

Bendine tentou convencer BB a custear sua defesa na Lava Jato

Coluna do Estadão

04 Setembro 2017 | 05h30

 

Aldemir Bendine pediu ao Banco do Brasil que pagasse sua defesa na Operação Lava Jato. O banco recusou de imediato sob o argumento de que as acusações contra ele são da época em que presidia a Petrobrás e não a instituição. A Petrobrás diz que só paga a defesa dos ex-funcionários quando o processo está relacionado a atos de gestão, o que não é o caso do ex-dirigente. Bendine está preso desde 27 de julho, na superintendência da PF em Curitiba, por ordem do juiz Sérgio Moro, e já foi denunciado por corrupção. Ele teve R$ 3,4 milhões bloqueados pela Justiça.

Barriga cheia. Bendine recebe aposentadoria do Banco do Brasil no valor de R$ 62,4 mil por mês.

Com a palavra. Advogado de Aldemir Bendine, Alberto Toron afirmou que desconhece a história.

Lá vem. Autor do requerimento que pede a abertura da CPI dos supersalários, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) nega que a CPI seja uma desforra contra os juízes que investigam parlamentares. “Vamos abrir a caixa-preta dos salários de todos os Poderes”, diz.

SINAIS PARTICULARES – RENAN CALHEIROS
ILUSTRAÇÃO – KLÉBER SALES

Voz do povo. A CPI já nasce com apoio popular. Levantamento da Paraná Pesquisas mostra que 89,3% dos entrevistados são contra juízes receberem acima do teto, ante 7,3% a favor e 3,4% que não opinaram. Foram ouvidas 2.608 pessoas.

Sob pressão. O Ministério da Fazenda considerou que o Rio de Janeiro está apto para receber socorro do governo federal, mas a área técnica não está nada satisfeita. A avaliação é que flexibilizou demais.

Já vai tarde. A condenação de sete programas de estímulo à indústria pela OMC é secretamente comemorada na Receita Federal. Se dependesse dos fiscais, esses programas seriam todos extintos.

CLICK.  Tendo de usar a lanterna do celular para fazer selfie por causa da falta de luz crônica em Roraima, a deputada Shéridan Oliveira (PSDB-RR) apelou a Temer, com quem já tinha tratado sobre o problema de queda de energia em seu Estado: “Faz sua parte aí. Nunca te pedi nada”.

Foto: Instagram Shéridan Oliveira

 

Largada. Presidente da frente parlamentar agropecuária, o deputado Nilson Leitão (PSDB-MT) já tem agenda para o governador Geraldo Alckmin, pré-candidato tucanos à Presidência em 2018. O deputado entregará para ele, dia 12, a pauta do setor agropecuário.

Mexe… O PP propôs a Michel Temer substituir o ministro Antonio Imbassahy (articulação política) por Helder Barbalho (Integração Nacional). Assim, o PP ficaria com a Integração Nacional, hoje do PMDB.

…e remexe. Para assumir a Integração, o PP estaria disposto a abrir mão do Ministério da Agricultura e rifar Blairo Maggi.

Beirinha. Na comitiva presidencial, o deputado Rogério Rosso (PSD) levou a tiracolo planilhas para convencer os chineses a investir na capital do Brasil.

Dobradinha. Os ministros Luiz Fux e Rosa Weber vão dividir a presidência do TSE nas eleições de 2018.

Roda gira. Fux assume o comando da Corte Eleitoral em fevereiro, com o fim do mandato de Gilmar Mendes, e entrega o cargo para Rosa Weber em agosto.

 

PRONTO, FALEI!

“Até o PCC se junta com o Comando Vermelho e os deputados não conseguem se unir para aprovar a reforma política”, DO DEPUTADO DANILO FORTE (PSB-CE) sobre o impasse que barra a proposta.

 

 

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter:
@colunadoestadao
Facebook:
facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
@colunadoestadão