Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Política

Política

Política

crespoangela

23 Outubro 2007 | 11h49

Por THALITA PIRES

Dicas para a hora da matrícula
Pais devem estar atentos a contratos, atividades extras, reserva de vagas e transporte

Está começando o período de matrículas escolares para o próximo ano letivo na rede particular de ensino. Roberta Carvalho de Oliveira é uma das mães que procuram uma nova escola para a filha, Mayara, que completa no fim do ano o Ensino Fundamental I. “Ela sempre estudou em escola pequena e achamos que está na hora de ir para um lugar maior”, explica.
Para escolher, os pais elaboraram uma lista de preferências. Queriam uma escola grande, com uma boa oferta de atividades esportivas extracurriculares. Achamos importante incentivar o esporte. A Mayara gosta muito, por isso esse item é fundamental”, diz Roberta.
A escolha recaiu sobre o colégio onde a própria mãe estudou. “Já conheço a estrutura e sei que é um ótimo colégio”, diz Roberta. Mesmo assim, tomou todos os cuidados na hora de avaliar o contrato. “Mesmo conhecendo, é importante prestar atenção aos detalhes. Já tenho as informações sobre contrato, formas de pagamento da anuidade, cobrança de atividades extras e provas substitutivas”, enumera.
Para aqueles pais que não sabem o que ver na hora de escolher a escola, o Procon-SP elaborou uma lista de recomendações para se evitar ter surpresas ruins durante o ano. Antes de efetivar a matrícula, é importante visitar a escola, ainda no período letivo, para verificar as condições de higiene, limpeza, segurança e observar o trabalho dos funcionários. Outros pontos importantes são funcionamento e tipo de alimentos vendidos na cantina, a obrigatoriedade e o preço dos uniformes, atividades extracurriculares e a lista de materiais escolares. Esses itens podem pesar no orçamento escolar anual.
As escolas normalmente cobram taxas para a reserva de vaga. Este valor deve ser abatido na primeira mensalidade ou na matrícula do próximo período letivo. Informe-se sobre o prazo estabelecido para a desistência da reserva, com a devolução dos valores pagos. Caso o cancelamento seja solicitado antes do início das aulas, a quantia deverá ser devolvida integralmente. A escola pode descontar despesas administrativas por conta da reserva, desde que sejam discriminadas por escrito em contrato.
A anuidade deve ser o valor considerado para eventuais cálculos. Esse montante normalmente é dividido em 12 vezes iguais. Taxas de reserva, matrícula e outras eventualmente cobradas devem ser descontadas do total da anuidade. A anuidade, a proposta de contrato – em linguagem clara – e o número de vagas por sala devem ser divulgados 45 dias antes da data final para matrículas.
Acordos verbais podem esconder armadilhas. Por isso, os responsáveis devem exigir que tudo o que for conversado esteja no contrato. O documento deve ser lido com atenção. O ideal é levá-lo para casa. Decisões tomadas na secretaria da escola podem ser apressadas.
Dúvidas ou reclamações podem ser sanadas nos postos de atendimento do Procon no Poupatempo Sé, Santo Amaro e Itaquera. O telefone é o 151.


CONFIRA TUDO

Visite a escola ainda no período letivo. Observe as condições de higiene e de segurança, assim como o trabalho dos funcionários
Pergunte sobre o funcionamento da cantina, obrigatoriedade de uniforme e de atividades extras e a lista de material didático
Confira se o serviço de transporte escolar está devidamente registrado na Prefeitura
Se a escola cobrar taxa para reserva de matrícula, o valor deve ser abatido da anuidade. Se a matrícula não for efetivada, a escola deve devolver a taxa, com exceção de despesas administrativas comprovadas
Leia o contrato com calma, se possível em casa. Tudo que for acordado verbalmente deve estar no documento
Procure informações sobre seguro-escola, que garante a continuidade dos estudos em caso de problemas familiares

Encontrou algum erro? Entre em contato