Mais um abuso: erram no cálculo da multa

crespoangela

12 Junho 2007 | 18h06

Coluna de Josué Rios, publicada em 12/6

No caminho do financiamento do carro ou outro bem de consumo, eis mais um abuso: a cobrança de multa por atraso em desacordo com a lei.
A cobrança ilícita ocorre porque a financeira em lugar de aplicar a multa de 2% somente sobre o valor da prestação em atraso, aplica o porcentual da multa sobre o valor original da prestação, acrescido de juros de mora e correção monetária – vale dizer: o banco faz a multa incidir sobre o total do débito (valor da prestação, mais encargos), e não somente sobre o valor nu da mensalidade que está atrasada.