Política

politica

Novo diretor-geral lamenta 'triste disputa' entre PF e Ministério Público

O delegado Fernando Segóvia toma posse como diretor-geral da Polícia Federal, em cerimônia no Ministério da Justiça, em Brasília, na manhã desta segunda-feira, 20

Anunciado no início do mês como novo diretor-geral da Polícia Federal, o delegado Fernando Segóvia recebeu oficialmente o cargo nesta segunda-feira, em cerimônia em Brasília. O cargo foi transmitido por seu antecessor, delegado Leandro Daiello, que deixa a PF para se aposentar. O presidente Michel Temer (PMDB) e o ministro da Justiça, Torquato Jardim, participaram da cerimônia.

20/11/2017, 10h32

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 11h09

    20/11/2017

    "Há uma triste disputa institucional entre a PF e o MP. Confio no espírito de maturidade institucional dos membros dessas instituições. Defendo deixar de lado a vaidade e buscar equilíbrio em ações em prol da sociedade. O único que se beneficia nessa disputa é o crime organizado", disse o novo diretor-geral da PF, em referência a projeto em andamento sobre autonomia da PF.

  • 11h06

    20/11/2017

    A cerimônia é encerrada após poucos minutosa, sem discurso do presidente Michel Temer.

  • 11h05

    20/11/2017

    Torquato agradece a Daiello pelo trabalho na PF. A Segóvia, "expresso irrestrita confiança pessoal e profissional. Seguimos a tarefa de repensar a instituição PF em face dos problemas do século 21", afirma. Encerrando, "no Brasil, um otimista pode estar equivocado. Um pessimista está sempre errado".

  • 11h01

    20/11/2017

    "Construir os meios que otimizem a obrigação comum única: a eficácia máxima da Constituição, seja ela norma, princípio ou ética. Neste âmbito, de serena responsabilidade, não há lugar para o 'talvez' ou o 'quem sabe'", afirma Torquato.

  • 10h59

    20/11/2017

    A avó de Segóvia, Graziela Maria de Jesus, está prestes a completar 100 anos e participa da cerimônia. Torquato Jardim, ministro da Justiça, a parabeniza.

  • 10h58

    20/11/2017

    "Que Deus nos abençoe, nos proteja e nos dê força para buscarmos um Brasil sem corrupção e com justiça para todos os cidadãos", conclui Fernando Segóvia, novo diretor-geral da PF.

  • 10h57

    20/11/2017

    Segóvia agradece à esposa, às três filhas e outros familiares que participam da cerimônia.

  • 10h56

    20/11/2017

    "É com esse sentimento de civismo renovado, neste novo desafio profissional, que agradeço pela nomeação, bem como a todos os policiais federais do Brasil pelas mensagens de fé e esperança", afirma Segóvia.

  • 10h55

    20/11/2017

    Segóvia também cita conflito entre PF e Ministério Público em relação à autonomia dos poderes e pede "maturidade institucional", sem sede de poder. Agora, declama o hino da PF.

  • 10h54

    20/11/2017

    "Atuaremos com isenção total no processo eleitoral, coibindo qualquer tipo de crime, independente de partido político. (...) Que a vontade do eleitor prevaleça ante qualquer tipo de ação criminosa", diz Segóvia sobre 2018.

  • 10h53

    20/11/2017

    "Buscaremos o combate incansável à corrupção no Brasil, agenda principal da PF", diz novo diretor-geral, citando a Lava Jato e outras operações em andamento.

  • 10h51

    20/11/2017

    "Neste vendaval de dúvidas e questionamentos em que se encontra a nação, gostaria de reafirmar que a minha posição é de obedecer sempre as leis e a Constituição", diz Segóvia.

  • 10h49

    20/11/2017

    "Desejo a meu sucessor o mais absoluto êxito em sua nova empreitada. Com a certeza de que, mesmo aposentado, estarei disposto a ajudar e a trabalhar pela nossa PF", conclui Daiello.

  • 10h48

    20/11/2017

    "O grande patrimônio da Polícia Federal são nossos servidores", diz Daiello, em homenagem aos colegas.

  • 10h47

    20/11/2017

    "Resolvemos os problemas, enfrentamos dificuldades e superamos limites. E sempre tivemos princípios, valores e doutrinas apresentados na Academia e consolidados na cultura da nossa organização. Fizemos o que precisava ser feito."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.