Política

politica

Congresso abre os trabalhos para 2018

Câmara e o Senado voltam do recesso nesta segunda-feira, 5,

A Câmara dos Deputados e Senado se reúnem para sessão solene para inaugurar a 4ª Sessão Legislativa da 55ª Legislatura e assistir à leitura da mensagem que o presidente da República, Michel Temer. A presidente do STF, Cármen Lúcia, também deve enviar mensagem para os congressistas. Rodrigo Maia e Eunício Oliveira, respectivamente presidentes da Câmara e do Senado, irão discursar para falar sobre os desafios do ano de 2018.

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 18h14

    05/02/2018

    Eunício encerra a sessão solene que deu início os trabalhos legislativos de 2018.

  • 18h13

    05/02/2018

    Eunício encerra seu discurso: "Reafirmo nosso compromisso com o equilíbrio entre os poderes, a solução pacífica entre os conflitos"

  • 18h13

    05/02/2018

    Eunício diz que as ideias apresentadas sobre segurança são "as ideias iniciais que serão aprimoradas" pelos deputados e senadores.

  • 18h10

    05/02/2018

    "Discutir a proposta do novo código penal e esse é um dos meus compromissos. Discutir o novo código de processo penal e da lei de execuções penais, já aprovada pelo Senado. Discutir e votar a PEC que reorganiza as forças políciais da União e do Estado", diz Eunício, falando sobre suas prioridades no Senado.

  • 18h08

    05/02/2018

    "Como disse já o ministro Alexandre de Moraes: 'Não é possível combater o crime organizado com um código penal de 1941'", diz Eunício.

  • 18h08

    05/02/2018

    "Preservar a integridade física dos cidadãos é a primeira obrigação do Estado demócrático de Direito. Sem o direito a vida todos os outros direitos perdem o sentido. O Brasil pode vencer os desafios da segurança pública".

  • 18h06

    05/02/2018

    "Vivemos um ambiente em poucas ou raríssimas famílias podem dizer que não conhecem alguém vítima da violência. Ela nos assombra. Já temos um exemplo, o Sistema Nacional da Saúde, temos na educação, mas nenhum sistema efetivo e unificado na área da segurança pública", afirma Eunício, trazendo novamente a pauta de um sistema unificado de segurança pública como forma de combate a violência.

  • 18h05

    05/02/2018

    "São os privilégios que desequilibram o sistema previdenciário. E a extinção deles tem que ser o norte em qualquer mudança nas regras", diz Eunício Oliveira.

  • 18h03

    05/02/2018

    "Precisamos continuar a tirar o Brasil dessa crise econômica. Nossa democracia tem maturidade para renovermos os principios da convivência democrática entre ciências políticas diferentes. A demonização da política não serve a nenhum propósito".

  • 18h02

    05/02/2018

    "A retomada do crescimento, se Deus quiser, irá se confirmar em 2018. É unanimidade entre os economistas o crescimento do PIB e manutenção da inflação em patamares muito baixos", diz Eunício em seu discurso.

  • 18h01

    05/02/2018

    "É imperativo estabelecer um confronto com a violência, com a insegurança e vence-los. Tem que ser o marco zero do sistema federal unificado da segurança pública", diz Eunício.

  • 18h00

    05/02/2018

    Eunício Oliveira, presidente do Senado, começa seu discurso: "Trago aqui não apenas o meu desejo, mas a minha esperança que nesse ano os nossos trabalhos se deixam inspirar pela nossa responsabilidade com o povo e com o desenvolvimento do Brasil"

  • 17h59

    05/02/2018

    "A gente não vai melhorar a vida dos 4 milhões de brasileiros que voltaram para pobreza com a crise que vivemos com discursos fáceis", diz Rodrigo Maia, encerrando sua participação na sessão solene.

  • 17h58

    05/02/2018

    "Será que o Estado brasileiro protege e prioriza seu trabalhador mais simples? Na reforma estamos tratando do aposentado que ganha um salário mínimo? Não, estamos falando de quem ganha mais, mas sem tirar nem R$ 1 do salário de ninguém. Nesse início de ano a Câmara dos Deputados terá uma agenda muito clara: discutir a reforma das despesas nessa País"

  • 17h56

    05/02/2018

    "Se esse parlamento não entender que reformar as despesas do estado é o unico caminho par garantir ao braisleiro amis simples a igualdade de oportunidades que todos os braisleiros precisam, ninguem governa o Brasil no próximo ano se as refomas das despesas não forem feitas", diz Rodrigo Maia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.